• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   14-02-2016

      Prezados membros do Fórum do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores do fórum. Os requisitos são:
        Pelo menos 1000 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
maure

Como testar aterramento com multimetro?

28 posts neste tópico

beleza!

Pedi que um eletricista fizesse um aterramento em uma tomada só , ele uso uma barra de 1,6 m de cobre a pequena , mediu e disse que deu um bom aterramento e não precisou da barra maior , por causa do bom solo.

A pergunta é , eu tenho um multimetro análogico mas não sei verificar, to perdido com esse aparelho parece

coisa de outro mundo para mim.

Alguem poderia me ensinar como verificar se o aterramento feito foi realmente satisfatório como ele disse , com o multimetro?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigão, veja um tópico meu sobre aterramento q lá estou conferindo este procedimento! valeu?!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigão, pegue o cabo de força do soquete da lâmpada de 60W e coloque no fase da rede o outro cabo de força do soquete coloque no cabo do multímetro, o outro cabo do multímetro no neutro da rede, vai dar uma certa leitura, digamos oscilando entre 200/208 certo? agora pegue o cabo do multímetro q está no neltro coloque no terra, vai dar uma outra leitura ou a mesma certo? que esta leitura não ultrapasse 10V, quanto menos melhor! valeu?!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigão, só para deixar claro: não se fáz a leitura de um aterramento com o multimetro na escala ôhmica é errado, fora de padrão, conhecimento e entendimento! é porque tem alguns técnicos q ensina isto e é um procedimento incorreto! Valeu?!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"multimetro na escala ôhmica" meu irmão me fez o favor de deixar 3 multimetros digitais alterados por causa de teste errado!

a diferença de potencial vai depender pra que esse aterramento vai servir! o ideal é 0v de diferença!

eu testo da seguinte forma:

fase+neutro = 220v

fase+terra= 210v

220-210 = 10v (um valor meio alto se for usar pro PC

pra os computadores de hoje uma diferença de 2v a 3v e suportável (quando menor melhor)

quando eu tinha aberto minha loja de manutenção, usei uma barra de 2,50 m (era uma lan com manutenção) a diferença do meu aterramento chegou a dar negativo

Ex:

fase+neutro = 220v

fase+terra = 225v

220-225 = -5v (até pensei que tivesse trocado o terra pelo negativo! mais não estava certo mesmo...)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigão SubZero bem lembrado, o q faz a diferença é o potencial no seu caso do aterramento ter dado de fase pra neutro 220 e de fase pra terra 225 essa é fácil! é porque o terra do netro não estava bom é sempre bom também aterrar no padrão ou consertar o aterramento do padão! valeu?! uma abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
"multimetro na escala ôhmica" meu irmão me fez o favor de deixar 3 multimetros digitais alterados por causa de teste errado!

a diferença de potencial vai depender pra que esse aterramento vai servir! o ideal é 0v de diferença!

eu testo da seguinte forma:

fase+neutro = 220v

fase+terra= 210v

220-210 = 10v (um valor meio alto se for usar pro PC

pra os computadores de hoje uma diferença de 2v a 3v e suportável (quando menor melhor)

quando eu tinha aberto minha loja de manutenção, usei uma barra de 2,50 m (era uma lan com manutenção) a diferença do meu aterramento chegou a dar negativo

Ex:

fase+neutro = 220v

fase+terra = 225v

220-225 = -5v (até pensei que tivesse trocado o terra pelo negativo! mais não estava certo mesmo...)

Embora muitos profissionais usem esta técnica, sinto informar que não é a forma correta de se verificar a eficiência de um aterramento

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Li em literaturas técnicas sobre um conhecido "teste da furadeira" usado por profissionais instaladores de cercas elétricas. Faz-se assim: Pegue uma furadeira de impacto 127V (uma de 350 a 450W serve) ponha uma broca de vídea 8mm e faça um firo numa parede relativamente bem-estruturada, preferencialmente de tijolo não-vazado. A furadeira deve trabalhar bem, LIGADA UM TERMINAL EM UMA FASE E O OUTRO NO ATERRAMENTO em questão. Nunca fiz o teste, mas o pessoal diz que funciona muito bem, e se o aterramento passar no teste, já está mais que suficiente para qualquer máquina de pequena e média potência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Li em literaturas técnicas sobre um conhecido "teste da furadeira" usado por profissionais instaladores de cercas elétricas. Faz-se assim: Pegue uma furadeira de impacto 127V (uma de 350 a 450W serve) ponha uma broca de vídea 8mm e faça um firo numa parede relativamente bem-estruturada, preferencialmente de tijolo não-vazado. A furadeira deve trabalhar bem, LIGADA UM TERMINAL EM UMA FASE E O OUTRO NO ATERRAMENTO em questão. Nunca fiz o teste, mas o pessoal diz que funciona muito bem, e se o aterramento passar no teste, já está mais que suficiente para qualquer máquina de pequena e média potência.

Neste caso a furadeira pode trabalhar com uma diferença de 15V a 20V e trabalhar bem

portanto tambem nao é eficiente.

Para isto existe o terrometro. (difícil ter + difícil ainda de usar)

porém todos estes teste anteriores da no mesmo de medir o potencial entre terra e neutro (+ eficiente porque mede todas as tensoes magneticas no neutro e terra)

Exemplo:

tensão entre F-N 220V / F/T 215V dif= 5V?... nem sempre.

Um cabo neutro numa tubulação magnetica ou longa pode dar uma diferença

no exemplo anterior de + de 20V.

A medição deve ser feita entre terra e neutro e com aterramento do neutro tambem

desde que a uma distancia de 5 m do terra.( Se o aterr. Neutro estiver muito longe)

Nos casos onde o condutor N se fundo ao PE (PEN)(DF é assim) a resistencia vai dar ZERO.(depende apenas da R do cabo) isto significa que esta otimo? nem sempre.

porém a norma só permite aterramento em separado com uma proteção anti surto entre

PE PN (melhor ser interligado).

Uma descarga pode muito bem entrar pelo seu terra e sair na fase ou neutro .

Por isto a interligação entre eles ( d minino 5 m)

Faça um teste, coloque a pulseira do seu relogio numa poça dagua e espere um raio.

Agora imagine uma haste de 3m.

Resumo um bom terra esta interligado ao neutro(entre todos os pontos seja ele para raio, telefonica etc) por cordoalha entre hastes a uma distancia minima de 5m , portanto R entre terra e neutro ZERO

V=0,001v ou menos.

Aterramento unico para uma tomada? melhor ligar no neutro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa história de ligar o terra ao neutro é condenada pela ABNT e imagino que não seja à toa. Existe muitos relatos de acidentes e mau-funcionamentos de equipamentos por conta deste tipo de ligação. Em se tratando de 127V então, que utiliza o neutro, é ainda mais condenável pelo fato de haver resistividade no condutor, de próximo à tomada até o quadro de distribuiçção. Jamais deve ser feita uma ligação de terra eficiente ao neutro, nunca mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Essa história de ligar o terra ao neutro é condenada pela ABNT e imagino que não seja à toa. Existe muitos relatos de acidentes e mau-funcionamentos de equipamentos por conta deste tipo de ligação. Em se tratando de 127V então, que utiliza o neutro, é ainda mais condenável pelo fato de haver resistividade no condutor, de próximo à tomada até o quadro de distribuiçção. Jamais deve ser feita uma ligação de terra eficiente ao neutro, nunca mesmo.

Interessante estas suas afirmações.

Estou procurando aqui na minha documentação e não estou encontrando nenhuma menção à esta sua colocação. E olha, por ser associado recebo os informativos e atualizações todos os meses, mas pode ser que o CB-03 (Comite Brasileiro de Eletricidade) tenha se reunido extraordinariamente e lhe enviado exclusivamente algum "informativo extra".

Qual é o número desta norma NBRXXXX?

Você conhece a norma NBR5410?

Conhece todos os esquemas de aterramento TN, quando, onde e por que utilizá-los?

Normativamente, qual o tipo de aterramento que você conhece?

Já ouviu falar em equipotencialização ou equalização de potenciais?

Existem muitos outros questionamentos mas vamos dar continuidade a estas suas afirmações e quem sabe possamos tirar algo de concreto.

Estou te esperando por aqui, mas antes, aproveite para dar uma olhada no tópico abaixo:

http://forum.clubedohardware.com.br/aterramento-faz-diferen-t323926p2.html?highlight=aterramento

Anexo sobre aterramento

www.fisica-potierj.pro.br/Sobre_Raios_%20e_Outros/Aterramento.pdf

Marco Antonio

Associado ABNT/CB-03 = Comite Brasileiro de Eletricidade

Associado ABNT/CB-21 = Comite Brasileiro de Computadores e Processamento de Dados

www.abnt.org.br

marco-ans@hotmail.com

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aterramento é coisa seria.

Mal feito melhor não ter. eu não tenho.

Vamos empurrar o tópico la pra cima....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que documentação?? Não encontrou nada?? estranho digo eu, meu velho... Esse comitê brasileiro de eletricidade... Você há de concordar, que INDEPENDENTE de raios de normas e qualquer outro diabos de normatização, há um risco envolvido bastante grande na utilização do Neutro para aterramento. Eu vou pesquisar, mas me parece que há uma LEI que proíbe tal ato. Isso vai CONTRA qualquer literatura técnica que já li.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Que documentação?? Não encontrou nada?? estranho digo eu, meu velho... Esse comitê brasileiro de eletricidade... Você há de concordar, que INDEPENDENTE de raios de normas e qualquer outro diabos de normatização, há um risco envolvido bastante grande na utilização do Neutro para aterramento. Eu vou pesquisar, mas me parece que há uma LEI que proíbe tal ato. Isso vai CONTRA qualquer literatura técnica que já li.

Este é o problema de "achar que existe". Os documentos estão no post, mas, por via das dúvidas deixarei aqui novamente.

Deixei mais links no outro post, para que você possa consultar.

Mas se mesmo assim você quiser fazer afirmações sem fundamento.

Procure na internet, pelos esquemas de aterrmento: TN-S, TN-C e TN-C-S e aí saberá o que significa "TN".

Infelizmente, a "maioria dos profissionais" conhecem somente o clássico "TT", mas não sabem do perigo oferecido por ele. Você sabe o que é tensão de passo? Sabe da influência dela sobre este tipo de aterramento? Principalmente se este esquema de aterramento servir de proteção para ETIs?

Você sabia que o esquema "TT" é proibido em alguns países?

Se você fez aquelas afirmações acima e chega a desdenhar do CB-03, deve saber o porque da proibição.

Por acaso você conhece o CB-03? Já tinha ouvido falar do mesmo antes?

Como disse em outros tópicos, o tema aterramento é uma coisa séria e discutí-lo sem fundamentos não nos levará a lugar algum.

Procura nas minhas mensagens, outros posts sobre o assunto e verá mais documentos.

E sinto muito, mas não concordo de forma alguma com o risco envolvido. Tudo depende de onde será usado cada esquema. Cabe ao profissional habilitado e capacitado saber escolher.

www.eletrica.ufsj.edu.br/pub/eletrotecnica/norma5410/09_compatibilidade.pdf

http://mediaibox.siemens.com.br/upfiles/1746.pdf

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Li em literaturas técnicas sobre um conhecido "teste da furadeira" usado por profissionais instaladores de cercas elétricas. Faz-se assim: Pegue uma furadeira de impacto 127V (uma de 350 a 450W serve) ponha uma broca de vídea 8mm e faça um firo numa parede relativamente bem-estruturada, preferencialmente de tijolo não-vazado. A furadeira deve trabalhar bem, LIGADA UM TERMINAL EM UMA FASE E O OUTRO NO ATERRAMENTO em questão. Nunca fiz o teste, mas o pessoal diz que funciona muito bem, e se o aterramento passar no teste, já está mais que suficiente para qualquer máquina de pequena e média potência.

O estranho é que eu postei alguns documentos com conteúdos normativos os quais foram ignorados, citei o Comite Brasileiro de Eletricidade ABNT/CB-03 o qual foi desdenhado.

No entanto você diz que viu em literaturas técnicas o famoso "teste da furadeira", com potência de 350W a 450W, broca de vídea 8mm, parede "relativamente boa", tijolo não vazado...

Estas são as "especificações técnicas" que estão na "literatura técnica"?

Ela especifica ou mensura máquinas de pequenas e médias potências?

Que "literatura técnica" é essa?

Essa história de ligar o terra ao neutro é condenada pela ABNT e imagino que não seja à toa.

Onde é que você leu isto? Na "literatura técnica" da furadeira também?

Eu vou pesquisar, mas me parece que há uma LEI que proíbe tal ato. Isso vai CONTRA qualquer literatura técnica que já li.

Quando será que você consegue o resultado desta pesquisa para nós aqui do fórum?

Alguma colegas me enviaram mensagens privadas duvidando da existência desta tal "literatura técnica" e eu confirmei que não existe mesmo...

E agora?

INDEPENDENTE de raios de normas e qualquer outro diabos de normatização

Não acha estranho difamar documentos normatizados por órgãos internacionais (ABNT/IEC) e acreditar na "literatura técnica" da furadeira?

é ainda mais condenável pelo fato de haver resistividade no condutor, de próximo à tomada até o quadro de distribuiçção.

O que você quis dizer com resistividade no condutor? Tem na "literatura técnica" também?

Você há de concordar, que... ...há um risco envolvido bastante grande...

O que diz a "literatura técnica"?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu amigo DANIEL MG, deixa de ser pedra, amolece.

Veja as normas.

Usar o neutro puro e simplesmente como terra é mal, porém depende do tipo

de aterramento do mesmo. Se for multaterrado ( DF usa este e a concessionaria aceita R=<20 Ohm nos barramentos de entrada. eu acho muito ) ele passa a ser um PEN e portanto pode ser usado. (Marco_piracicaba corrija se eu estiver errado, aprender sempre é bom).

Faço projetos eletricos e no entanto mesmo colocando todos os detalhes construtivos dos

aterramentos N-PE e potencialização, expecifico claramente que um aterramento bem feito não se projeta se EXECUTA. Afinal depende de fatores aleios e local da execução.

Sequir as normas para execução adequada a sua nescessidade é melhor afinal fazer testes pra que? se eles ja foram feitos por centenas de empresas serias !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Amigão, pegue o cabo de força do soquete da lâmpada de 60W e coloque no fase da rede o outro cabo de força do soquete coloque no cabo do multímetro, o outro cabo do multímetro no neutro da rede, vai dar uma certa leitura, digamos oscilando entre 200/208 certo? agora pegue o cabo do multímetro q está no neltro coloque no terra, vai dar uma outra leitura ou a mesma certo? que esta leitura não ultrapasse 10V, quanto menos melhor! valeu?!

Caro Kaarel.

Vamos supor que a diferença entre as leituras seja 10V (pior caso).

Qual será a resistência do meu aterramento (PE)?

Esta resistência pode ser considerada ideal para meus ETIs?

Espero que após vários questionamentos, você me responda ao menos uma vez ou acharei que está me evitando (pesquisar minhas mensagens) e se isto proceder, mostrará aos outros colegas que muita coisa aqui escrita não tem fundamento algum e isto "pega mal", conferindo falta de credibilidade técnica diante da quantidade de afirmações feitas.

Tenho certeza que os motivos são outros, visto que V. Sa. demonstra ser um profissional dedicado no exercício da função (conforme arquivo em anexo).

Já está na hora de deixarmos assuntos pendentes, a fim de esclarecermos as constantes dúvidas das pessoas que aqui esperam ser atendidas.

Para que não haja "desencontros" devido o não recebimento de e-mail automático, enviarei uma mensagem privada, mensagem instantânea no MSN e um e-mail, para que V. Sa. seja notificada, após a publicação desta.

post-161562-13884943302201_thumb.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marco,

Pela norma, o neutro pode ser utilizado como terra.

Porém, existe outra norma (não lembro do número), que obriga todas as residências à terem um neutro independente ao neutro da companhia, não?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Marco,

Pela norma, o neutro pode ser utilizado como terra.

Porém, existe outra norma (não lembro do número), que obriga todas as residências à terem um neutro independente ao neutro da companhia, não?

A norma que regulamenta a instalação em baixa tensão é a NBR5410.

Dizer que o neutro "pode" ser usado como terra é muito relativo.

Existem alguns esquemas de aterramento onde o neutro está conectado ao terra. São eles: TN-S, TN-C e o TN-C-S.

A norma recomenda o uso do esquema TN-S para proteção de ETIs.

O objeto da sua pergunta provavelmente é o esquema TN-C ou o TN-C-S.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
A norma que regulamenta a instalação em baixa tensão é a NBR5410.

Dizer que o neutro "pode" ser usado como terra é muito relativo.

Existem alguns esquemas de aterramento onde o neutro está conectado ao terra. São eles: TN-S, TN-C e o TN-C-S.

A norma recomenda o uso do esquema TN-S para proteção de ETIs.

O objeto da sua pergunta provavelmente é o esquema TN-C ou o TN-C-S.

Obrigado pela resposta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aproveitando,

http://www.clamper.com.br/baixararquivo.asp?a=arquivos/ABNT_NBR_5410_2004_SurtosEletricosEdicao2.pdf

Informações sobre aterramentos e sistemas de proteção DPS.

Aterramentos , Profissionais envadem a area:

http://br.geocities.com/silx2000/guia_ajustes_finos_xp

O MAURE devia mudar o nome do post ( Porque nao testar aterramentos com multimetros )!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!

Estou fazendo um studio musical, a rede aqui é bem antiga, acho que monofásica (não tenho certeza), uma fase para tudo (chuveiro, tomada, etc...), resolvi colocar um aterramento bom, chamei dois eletricistas e colocamos 3 hastes de 2,4 m no quintal e aterramos 3 tomadas, porém vamos aos resultados:

Tomada 1:

F + N = 217 V

F + T = 216 V

N + T = 1 V

Tomada 2:

F + N = 220 V

F + T = 217 V

N + T = 0

Tomada 3:

F + N = 216 V

F + T = 218 V

N + T = 1 V

O que há de errado?

Vou ligar equipamentos musicais que precisam de excelente aterramento, nesse caso tenho segurança ou não?

Há riscos?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caros colegas!!!

Para que serve um aterramento?

Qual a tensão, potencia de um raio?

Quanto a terra(solo) consegue dissipar potencial eletrico?

Podemos usar terra e neutro juntos mas não podemos usar terra como neutro e nem neutro como terra os dois devem estar interligados para serem usados juntos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem amigos do CH

Fiz o aterramento tn-s,com duas barras de 2,80m,e ao medir com lâmpadas e multimêtro ficou assim:

fase x neutro =122v,

usando lâmpada de 60w = 121v

usando lâmpada de 100w = 118v

fase x terra =122v usando lâmpada de 60w 112v

usando lâmpada de 100w = 106v

entre terra e neutro marcou 00.4(por que?).

Por que essa diferença entre a lâmpada de 60w e de 100w,lembrando que para medir,separei o fio terra do neutro na entrada do padrão;outra duvida quando conecto o terra a haste de aterramento do medidor essa resistência do aterramento deve diminuir,não é isso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora