• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   14-02-2016

      Prezados membros do Fórum do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores do fórum. Os requisitos são:
        Pelo menos 1000 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Guest AldoJr

[Resolvido] Raid, como usar?

2 posts neste tópico

Beleza???

Sugeri uma configuração aqui e me deram uns bons conselhos...

Gostei especialmente de um deles pois já tinha tido essa ideia.

Vou comprar uma MB ECS K7VTA3 (que tem o RAID)... Pensei em colocar dois HD's de 40 Gb... Vai ficar mais rápido do que um de 60 Gb (todos ATA 133 e 7200 rpm)???

Como faço para ligá-los e configurá-los???

Eles podem servir normalmente (não é obrigatório um deles ser para backup)???

Valeu!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se vai ficar ou não mais rápido eu não sei  lhe informar, mas de posse das informações colocadas em outro tópico pelo nosso amigo Feiticeiro, você tire algumas de suas dúvidas.

Abraços

Yandf

O RAID (Redundant Array of Independent Disks ou Redundat Array of Inexpensive Disks, dependendo da bibliografia) é um conjunto de discos rígidos apropriado para ambientes onde haja uma alta taxa de acesso ao disco rígido, como em servidores de arquivos de redes locais e ambioentes profissionais de produção de computação gráfica.

Nesse esquema, em vez de haver somente um único disco rígido instalado no micro, há uma série de discos, aumentando a confiabilidade dos dados gravados e/ou aumentando a taxa de transferêencia de dados. As duas idéias básicas do RAID são:

 1) Divisão de dados (data striping): No RAID, os dados a serem gravados em disco são divididos igualmente entre os discos rígidos instalados no sistema. Por exemplo, em um sistema com quatro discos, um arquivo de 400 KB poderia ser gravado colocando-se 100 KB de dados em cada um dos quatro discos. Na hora de ler este arquivo, o RAID oferecerá uma taxa de transferência quatro vezes maior, pois cada disco lerá simultaneamente apenas 100 KB cada. Se esse arquivo fosse gravado em um só disco, teria de ler 400 KB, o que demoraria mais tempo.

 2) Segurança de dados: A segurança de dados no RAID pode ser atingida de duas formas. A primeira é através da cópia instantânea de todos os dados do disco rígido principal para um disco rígido de backup. Esse processo é conhecido como espelhamento. Caso o disco rígido principal apresente defeito, o disco rígido de backup passa a atuar como sendo principal. A segunda maneira é aumentando a confiabilidade dos dados gravados adicionando informações de paridade ou ECC (Error Correction Code, Código de Correção de Erros) aos dados gravados.

Existem vários tipos de RAID baseados nos dois princípios apresentados anteriormente. O uso de cada um deles depende muito da aplucação. Os tipos existentes de RAID são:

 * RAID 0: É o mais simples de todos os esquemas e é o que apresenta a maior taxa de transferência. Utiliza somente o método de divisão de dados.

 * RAID 1: Nessa opção de RAID, todo o conteúdo de um disco é imediatamente duplicado para outro disco durante operações de gravação, oferecendo um sistema de backup instantâneo. No caso de uma falha com o disco rígido principal, o disco de backup entra automaticamente em ação. esse método é também conhecido como espelhamento, como já foi dito. Discos rígidos devem ser acresentados a esse esquema em pares. Caso exista mais de um par - por exemplo, dois -, pode-se fazer com que um par trabalhe com divisão de dados como no RAID 0 e o segundo par funcionando como espelhamento do primeiro, combinando a alta taxa de transferência do RAID 0 com a segurança de dados do RAID 1.

 * RAID 2: Igual ao RAID 0 com esquema de correção de erros (ECC).

 * RAID 3: Esse esquema é similar ao RAID 0, com a diferença de haver um disco extra destinado a armazenar informações de paridade, aumentando a confiabilidade dos dados gravados.

 * RAID 4: É similar ao RAID 3, porém mais rápido (usa blocos de dados maiores, isto é, os arquivos são divididos em pedaços maiores ao serem gravados nos discos).

 * RAID 5: Similar ao RAID 3 e 4, porém com a vantagem das informações de paridade não serem gravadas em um disco rígido extra, mas sim dentro de cada um dos discos que fazem parte do conjunto, junto com as porções de dados armazenadas.

Em geral, os discos rígidos que compõem um sistema RAID são SCSI. Esse sistema em geral é caro. Entretanto, alguns fabricantes desenvolvem sistemas RAID para discos IDE.

Atualmente, grande parte das placas-mãe que têm quatro ortas IDE on-board permite o uso do sistema RAID IDE nessas portas.

--------------

FEITICEIRO

Moderador

o_feiticeiro@terra.com.br

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0